InicioAmérica CentralNa terra das Preguiças (Sloth Sanctuary of Costa Rica)

Na terra das Preguiças (Sloth Sanctuary of Costa Rica)

América CentralNa terra das Preguiças (Sloth Sanctuary of Costa Rica)

|

|

|

Há alguns anos ficámos deliciados e colados ao ecrã a ver um documentário sobre um longínquo santuário onde eram acolhidas as preguiças que não tinham condições de sobreviver em ambiente natural.

Desde esse dia alimentamos a esperança de um dia ir conhecer aqueles animais que nos eram tão estranhos, mas, ao mesmo tempo, tão fofinhos.

Assim, como não poderia deixar de ser o Santuário das Preguiças (www.slothsanctuary.com), tornou-se ponto de passagem obrigatória nesta nossa visita à Costa Rica.

Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13
Uma preguiça de 3 dedos e plenos estado selvagem, nas redondezas do Santuário.

 Aproveitámos uns dias de autêntico relaxe nas praias caribenhas, devidamente abençoados por uma chuva constante.  Uma tempestade tropical fez-nos companhia durante dois dias, afetou o país e mais uma vez frustrou alguns dos planos iniciais.

Um pouco a norte de Cahuita, na costa atlântica da Costa Rica, situa-se um santuário, aberto ao público, e que nos permite interagir um pouco com o mundo fascinante das preguiças, um dos maiores símbolos do país.

Optámos por a visita mais curta, também a mais barata (30usd) e que não exige marcação prévia. E lá fomos conhecer o mundo encantado da Buttercup e seus amigos.

A Buttercup é a matriarca do santuário no qual habita, estilo diva, há mais de uma trintena de anos. É apresentada aos visitantes logo na esplanada do santuário, sempre bem disposta e de sorriso à Mona Lisa, atraindo atenções de todos. Foi por ela que tudo começou e desde que foi resgatada de uma quase morte certa tornou-se o centro das atenções.

Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica_mobile-1
Nós e a buttercup 🙂

 

Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13
A Buttercup, devidamente refastelada na sua esteira 🙂

Durante a visita, aprendemos mais sobre este encantado mundo e descobrimos os segredos das preguiças, visitando apenas a parte dedicada às preguiças mais velhas e aos jovens que antes de completarem um ano de idade ficam entregues aos cuidados dos tratadores em ambiente condicionado.

O objetivo do santuário é devolver os animais ao seu ambiente natural, contudo isso não é sempre possível, pois muitos morreriam por não se conseguirem adaptar e assim vão ficando e prolongando a sua existência deleitando os turistas que os vistam diariamente.

Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13
Durante a visita, um dos tratadores, explica-nos o “Bê-à-Bá” do mundo encantado deste pequenos bichos.

Ficamos apaixonados por estes bichinhos peludos e amigáveis e recomendamos a visita, até porque as nossas entradas ajudam a financiar o projeto.

No fim, ainda tivemos tempo para uma visita de canoa pelos imensos canais que circulam o Santuário. Além de preguiças, podemos ver muitos animais, desde as famosas iguanas a crocodilos. Curiosos? Aqui ficam algumas das fotos:

 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica_mobile-2

Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-8 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-7 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13 Preguiças-Sloth Sanctuary-Costa Rica-13

os meus trilhoshttps://osmeustrilhos.pt
Somos uma família apaixonada… apaixonada pelo mundo e pelas viagens, sejam elas curtas ou longas. Mas a maior das viagem começou há pouco, quando à equipa se juntou o pequeno Simão. Durante uma parte do ano vestimos as capas de dois burocratas do funcionalismo público, na outra, metemos a mochila às costas, pegamos no Simão, e vamos por aí… ver com outros olhos, conhecer o mundo, conhecendo-nos cada vez mais a nós próprios. Adoramos grandes aventuras por lugares longínquos, mas também gostamos de pegar no carro e andar por aí, sem destino. E porque a viagem não acaba nunca, como dizia Saramago, depois da viagem passamos tudo para aqui: textos, fotos, vivência, enfim… a nossa viagem! Um pouco de tudo num blog que é da Guarda para o mundo! Tudo sobre nós >>>

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Somos uma família apaixonada… apaixonada pelo mundo e pelas viagens, sejam elas curtas ou longas. Mas a maior das viagem começou há pouco, quando à equipa se juntou o pequeno Simão. Durante uma parte do ano vestimos as capas de dois burocratas do funcionalismo público, na outra, metemos a mochila às costas, pegamos no Simão, e vamos por aí… ver com outros olhos, conhecer o mundo, conhecendo-nos cada vez mais a nós próprios. Adoramos grandes aventuras por lugares longínquos, mas também gostamos de pegar no carro e andar por aí, sem destino. E porque a viagem não acaba nunca, como dizia Saramago, depois da viagem passamos tudo para aqui: textos, fotos, vivência, enfim… a nossa viagem! Um pouco de tudo num blog que é da Guarda para o mundo! Tudo sobre nós >>>

Must Read