InícioEuropaEspanhaBarcelona de Colombo (Cólon)

Barcelona de Colombo (Cólon)

EuropaEspanhaBarcelona de Colombo (Cólon)

|

|

|

A Praça del Rei é o centro. É agora para mim, como foi outrora para Colombo, quando por aqui andou. Da praça larga e escura causa arrepio, está frio e é Domingo. É o dia das “borlas” em Barcelona. Depois da manhã no Picasso, aproveitamos para conhecer o Museu d’Historia de la Ciutat, cuja entrada é gratuita, depois das 15h.

Mas voltamos à praça… As paredes do complexo que a circula têm um aspecto rugoso e frio. Subindo a escadaria larga que dá para a praça, encontramos uma sala. Não é uma qualquer, está escondida, recolhida por entre as paredes grossas  – o Saló Tinell.

Saló Tinell. No seu regresso a Espanha, Colombo terá sido aqui recebido por Isabel e Fernando, os reis católicos, que o nomearam “Almirante de la Mar Océana”

A sala é imponente, os arcos semicirculares ainda preservam a memória desse dia. Desse dia que marcou a história da humanidade. Recuamos a 1493, a sala estava engalanada e Barcelona em euforia. Cristóvão Colombo, liderando uma coluna de marinheiros e escravos, irrompe sala adentro. Fernado e Isabel,  recebem-no com entusiasmo. Acabou de chegar o “descobridor” do Novo Mundo.

Mas a sala conserva também uma lenda, intrincada nas suas paredes. Conta-se de que estas se movem, quando as mentiras são contadas. Tentando tirar vantagem da lenda, a Santa Inquisição instalou-se nesta sala durante décadas, na esperança de que as pedras se movessem quando alguém fugisse à verdade. Bem, creio que as paredes ainda permanecem no lugar original.

Capella de Santa Agata
Capella de Santa Agata

Colombo terá abrilhantado as noites por estes lados, contando as suas aventuras nessa triunfante odisseia de 1492. A história tem destas coisas, destes acasos e coincidências. Aquela deveria ter sido uma viagem às índias, acabou por dar a conhecer a Europa uma terra quase vírgem e fascinante, as Américas.

Atravessamos a Capella de Santa Agata, com a sua impressionante nave e retábulos góticos, e saímos para o  exterior, ainda extasiados… Cá fora, a Plaça del Rei começa a receber algum sol e as pedras negras e rugosas tornam-se acinzentadas, pintadas pela luz do fim de tarde.

Esta praça alberga um dos mais impressionantes conjuntos históricos e arquitectónicos de toda a cidade de Barcelona. E aqui, mesmo por baixo dos nossos pés, nasceu Barcelona, ou, como diziam os Romanos, Barcino.

Não poderiamos terminar este pequeno roteiro pela Barcelona de Colombo sem, antes, visitarmos aquela que é a maior estátua de Barcelona, o monumento que eterniza o navegador e que o coloca apontando o caminho.

Erguido na praça do Portal de la Pau (em português, “Portal da Paz”), o Mirador de Colón é um enorme monumento que comomora a chegada de Colombo a Barcelona, em 1943. Construído entre 1882 e 1888, foi inaugurado no decorrer das cerimónias da Exposição Universal de 1888. Para termos uma ideia do tamanho do Mirador de Colon, basta dizer que o dedo de Colombo mede 50cm, a estátua, em si, mede 7,7 m e pesa 42 ton. Do ponto mais alto até à base são cerca de 60m e muitas toneladas de ferro fundido.

Mirador de Colon, Barcelona
Mirador de Colon, Barcelona

No interior da coluna que suporta a estátua, existe um elevador que nos leva até ao topo do monumento onde se pode ter um panorâmica vistas sobre Barcelona.

Informação Prática

  • Atualmente, o Mirador de Colón está aberto todos os dias, da 8:30 às 20:30 e custa 4€ (Metro: L3 – Drassanes).
  • O acesso ao Saló Tinell faz-se através do Museu dHistòria de la Ciutat

barcelona - guia de viagem

- publicidade -
os meus trilhos
os meus trilhoshttps://osmeustrilhos.pt
Somos uma família apaixonada… apaixonada pelo mundo e pelas viagens, sejam elas curtas ou longas. Mas a maior das viagem começou há pouco, quando à equipa se juntou o pequeno Simão. Durante uma parte do ano vestimos as capas de dois burocratas do funcionalismo público, na outra, metemos a mochila às costas, pegamos no Simão, e vamos por aí… ver com outros olhos, conhecer o mundo, conhecendo-nos cada vez mais a nós próprios. Adoramos grandes aventuras por lugares longínquos, mas também gostamos de pegar no carro e andar por aí, sem destino. E porque a viagem não acaba nunca, como dizia Saramago, depois da viagem passamos tudo para aqui: textos, fotos, vivência, enfim… a nossa viagem! Um pouco de tudo num blog que é da Guarda para o mundo! Tudo sobre nós >>>

1 COMENTÁRIO

  1. Ambos locais imperdiveis em Bcn, o museu foi uma agradável surpresa pois não me havia informado sobre o mesmo e acabei por achar interessante, ainda mais que fiz a visita de noite com o encanto das luzes, as ruínas no subterrâneo foram um momento inesperado. Quanto à coluna de Colombo dizem que aponta para as Américas mas creio que a bússula de quem a colocou estava algo desorientada!! Chegaram a subir ao miradouro? Posso adiantar que a vista sobre as Ramblas e o mar é fantástica apesar das vertigens que me causou =)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

os meus trilhos
Somos uma família apaixonada… apaixonada pelo mundo e pelas viagens, sejam elas curtas ou longas. Mas a maior das viagem começou há pouco, quando à equipa se juntou o pequeno Simão. Durante uma parte do ano vestimos as capas de dois burocratas do funcionalismo público, na outra, metemos a mochila às costas, pegamos no Simão, e vamos por aí… ver com outros olhos, conhecer o mundo, conhecendo-nos cada vez mais a nós próprios. Adoramos grandes aventuras por lugares longínquos, mas também gostamos de pegar no carro e andar por aí, sem destino. E porque a viagem não acaba nunca, como dizia Saramago, depois da viagem passamos tudo para aqui: textos, fotos, vivência, enfim… a nossa viagem! Um pouco de tudo num blog que é da Guarda para o mundo! Tudo sobre nós >>>

Must Read