InícioCuriosidadesBem-Vindos ao Kiribati, onde 2014 chega primeiro

Bem-Vindos ao Kiribati, onde 2014 chega primeiro

CuriosidadesBem-Vindos ao Kiribati, onde 2014 chega primeiro

|

|

|

Quando se abrirem as garrafas de champanhe para celebrar o novo ano em Portugal, os pouco mais de 100 mil habitantes de Kiribati estarão já no almoço do primeiro dia de 2014.

Na verdade, quando os relógios marcarem meia-noite no pequeno arquipélago do Oceano Pacífico, serão 12 horas do dia 31 de Dezembro, em Portugal.

kiribati

 

Kiribati é um “paraíso” situado na Micronésia e Polinésia que, apesar de ocupar uma área muito vasta do Oceano Pacífico, é bastante pequeno em termos de área terrestre.

Kiribati é um dos países menos visitados do mundo, com pouco mais de 5.500 turistas ao ano. A inexistência de voos regulares (dois por semana, um via Havaí e outro via Fiji) e a sua localização contribuem para o seu isolamento.

No leste do arquipélago  estão as Ilhas da Linha, que ficam mais próximas à Linha Internacional de Data (LID), que marca o limite entre um dia e outro e tem como referência o meridiano 180.

Kiritimati (também chamada de Christmas Island), é o primeiro pedaço de terra a receber o 1º de janeiro. Com 609 quilómetros quadrados, esta ilha de Kiribati tem a maior área de terra em atóis no mundo. Além dessa peculiaridade, a ilha é o principal centro de atividades náuticas do arquipélago, como mergulho e pesca.

O Kiribati tem estado nas bocas do mundo por ser um dos países mais afetados pela subida do nível das águas dos mares. Alguns cientistas prevêem um futuro pouco risonho para este país “perdido” no meio de um Oceano que o nosso Fernão de Magalhães, chamou de Pacífico.

os meus trilhos
os meus trilhoshttps://osmeustrilhos.pt
Somos uma família apaixonada… apaixonada pelo mundo e pelas viagens, sejam elas curtas ou longas. Mas a maior das viagem começou há pouco, quando à equipa se juntou o pequeno Simão. Durante uma parte do ano vestimos as capas de dois burocratas do funcionalismo público, na outra, metemos a mochila às costas, pegamos no Simão, e vamos por aí… ver com outros olhos, conhecer o mundo, conhecendo-nos cada vez mais a nós próprios. Adoramos grandes aventuras por lugares longínquos, mas também gostamos de pegar no carro e andar por aí, sem destino. E porque a viagem não acaba nunca, como dizia Saramago, depois da viagem passamos tudo para aqui: textos, fotos, vivência, enfim… a nossa viagem! Um pouco de tudo num blog que é da Guarda para o mundo! Tudo sobre nós >>>

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

os meus trilhos
Somos uma família apaixonada… apaixonada pelo mundo e pelas viagens, sejam elas curtas ou longas. Mas a maior das viagem começou há pouco, quando à equipa se juntou o pequeno Simão. Durante uma parte do ano vestimos as capas de dois burocratas do funcionalismo público, na outra, metemos a mochila às costas, pegamos no Simão, e vamos por aí… ver com outros olhos, conhecer o mundo, conhecendo-nos cada vez mais a nós próprios. Adoramos grandes aventuras por lugares longínquos, mas também gostamos de pegar no carro e andar por aí, sem destino. E porque a viagem não acaba nunca, como dizia Saramago, depois da viagem passamos tudo para aqui: textos, fotos, vivência, enfim… a nossa viagem! Um pouco de tudo num blog que é da Guarda para o mundo! Tudo sobre nós >>>

Must Read